Sirène firma parceria com ONG Parceiros do Mar para diminuir lixo produzido em Curitiba

O objetivo da marca é incentivar os clientes a usarem menos copos plásticos, reciclar bitucas e economizar papel.

Você sabia que segundo dados de 2017, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Curitiba produz 487 mil toneladas de lixo por mês, cerca de 700g por pessoa? Você sabia que apenas 18 mil toneladas foram recicladas na cidade no ano passado? E você sabia que o Sirène usa 12 mil copos plásticos por mês nos três bares da marca na capital?

É para diminuir esses dados que o bar firmou uma parceria com a ONG Parceiros do Mar. A meta é reduzir drasticamente o uso do copo plástico ao longo de 2018, zerando esse número ao fim do ano. “Vamos disponibilizar copos retornáveis para os clientes utilizarem pelo custo de cinco reais. Caso o cliente queira devolver o copo quando for embora, ele recebe o dinheiro de volta”, explica Afonso Neto, sócio-proprietário do bar. Os copos serão lançados em três modelos colecionáveis, com artes criadas por artistas locais. O primeiro foi assinado pelo ilustrador Gustavo Santos Silva, conhecido como Gustas. Eventualmente, o Sirène fará promoções de chopes para quem utilizar o copo em um dos bares.

Mais do que uma parceria para responsabilidade socioambiental, o bar e a ONG visam alinhar a ideia de preservação do mar e da praia, já que ambos carregam essa identidade. “Nunca fechamos parcerias com bares para o uso de copos, essa ação é inédita com o Sirène porque ele está espalhado em pontos estratégicos da cidade, o que acaba impactando pessoas de diferentes lugares, com diferentes mentalidades”, se anima Silvia Turra Grechinski, representante da ONG.

Conheça a ONG Parceiros do Mar

O Instituto Renata Turra Grechinski – ONG Parceiros do Mar foi fundado em fevereiro de 2012, depois da fatalidade que levou a vida da jovem Renata, quando surfava com os amigos na praia de Coroados/Barra do Saí, no litoral do Paraná. A surfista enroscou o leash da prancha em um artefato de pesca ilegal, que estava submerso sem sinalização e colocado em local irregular. Familiares e amigos de Renata lutam por um litoral mais seguro, alinhando três pilares: segurança no mar, conservação e preservação ambiental, e temáticas relativas à pesca.

Desde então, a ONG já realizou 35 mutirões de limpeza em parceria com empresas, outras instituições e órgãos públicos no litoral do Paraná, retirando mais de 10 toneladas de resíduos das nossas praias. Para fomentar a economia local, a ONG encaminha os resíduos diretamente para associações e cooperativas de reciclagem do litoral do estado. Além disso, já treinou mais de 150 surfistas para salvamento aquático. Em 2018, a ONG fechou uma parceria com a atleta profissional de surf, Nathalie Martins, de Pontal do Sul, para apoiar o surf local. A surfista vai disputar as etapas de divisão de acesso no campeonato mundial de surf.

Sobre o Sirène

Localizado em pontos gastronômicos da cidade, o Sirène conta com um cardápio enxuto, servindo chopes artesanais e o famoso Fish & Chips. O prato consiste em iscas de tilápia empanadas e batatas rústicas, acompanhados de um molho à escolha do cliente, que também pode optar por porções separadas dos dois ingredientes. A casa serve ainda o Sandufish, pão crocante com filé de tilápia, rúcula, cebola roxa e molho tártaro.