Expedição Anamauê Va’a: Canoístas concluem 1º dia da expedição entre Niterói e Santos

Expedição partiu de Niterói (RJ) com pequenas paradas no mar para alimentação; no período da tarde, a chegada em Barra de Guaratiba, se deu com 53km navegados.

Por Gallas Press

Às 4h45 com o dia ainda escuro nesta quarta-feira os seis canoístas de Niterói (RJ), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Santos (SP) e Ubatuba (SP) deram início a expedição Anamauê, a maior em distância e sem barco de apoio de canoa polinésia (similar à canoa havaiana), que terá 432km com previsão de 12 dias e conclusão em Santos (SP) no dia 8 de janeiro.

A expedição Anamauê, que tem o apoio da marca de suplementos Bearco Sports Progenes, saiu da praia de Icaraí, em Niterói (RJ), do Icarahy Canoa Clube, e cruzaram o mar do Rio de Janeiro passando por toda a orla carioca até Barra de Guaratiba. Foram nove horas de um primeiro dia intenso e dos mais longos no planejamento dos atletas que estão em uma canoa V6 para seis lugares.

“Foi um dia longo, viemos fazendo paradas a cada 45 minutos, paradas de 15 minutos para descanso e alimentação em pleno mar. Navegamos por nove horas, foi um resultado bem bom, conseguimos remar bastante, ninguém apresentou problemas físicos ou se exauriu. Agora vamos com tudo para o segundo dia onde a previsão é de mais um dia bem longo e desafiador”, contou o niteroiense Douglas Moura (Puro Suco/Evoke/Jeewin Sports Care/Angelo Boechat Idiomas/Academia Niterói Swim/Raldrei Natividade Fisioterapia/Rpilates) detalhando o trajeto desta quinta-feira, dia 28, passando por toda a restinga da Marambaia com previsão de chegada na parte da tarde na praia de Palmas, na Ilha Grande, em Angra dos Reis (RJ), litoral Sul Fluminense. Serão mais cerca de 60km com saída prevista para às 5h.

Além de Douglas, a expedição conta com o santista José Paulo, do Clube Caiçara, de Santos (SP), Lucas Mion, líder do Ubatuba Hoe, em Ubatuba (SP), Francisco Viniegreróia, do clube de Praia Vermelha, do Rio de Janeiro, Ubajara Iakowsky, de São Paulo, e o santista Caio Guerra, todos com grande experiênca em provas de longas distâncias e travessias. Os remadores planejaram o trajeto há quatro meses.

O terceiro dia tem previsão de terminar ainda na Ilha Grande com previsão de chegada na praia do Aventureiro com mais 35km remados. Em seguida eles irã para Paraty (RJ), Ubatuba (SP), São Sebastião (SP), Ilha Bela (SP), Guarujá (SP) e Santos (SP).