Volvo Ocean Race dá largada para quarta etapa da competição

O trecho ligará Melbourne (Austrália) a Hong Kong para 6 mil milhas náuticas rumo ao norte. Liderança da prova segue com a equipe espanhola da MAPFRE. Brasileira Martine Grael novamente escalada no time AkzoNobel.

Cape Town stopover. In-Port Race. Photo by Pedro Martinez/Volvo Ocean Race. 08 December, 2017.

A quarta etapa da Volvo Ocean Race começou nesta terça-feira (2) para um percurso de 6 mil milhas náuticas entre a cidade australiana de Melbourne e Hong Kong. Pela primeira, a regata de volta ao mundo mais difícil do planeta faz esse trecho, que promete ser complicado do ponto de vista técnico, com muitas ilhas pelo caminho, alterações climáticas e equilíbrio entre as equipes.

A brasileira Martine Grael, campeã olímpica na Rio 2016, novamente está escalada a bordo do time AkzoNobel. Outros nomes de peso na regata estão confirmados, como o francês Frank Cammas (Dongfeng Race Team).

“Ser um membro da equipe, em vez de um comandante, não é a situação natural para mim, mas a performance do time vem em primeiro lugar”, contou Franck Cammas, que liderou o Groupama 4 ao título da Volvo Ocean Race 2011-12.

“Vai ser muito difícil, vamos andar muito próximos”, disse Phil Harmer, do Vestas 11th Hour Racing. “Haverá sempre alguém ao seu lado em todo o percurso”.

Cheia de oportunidades, a quarta etapa deve redobrar a atenção das equipes, que novamente irão passar pela linha do Equador, pelas calmarias dos Doldrums e pelos ventos alísios. Além disso, o número de manobras no trecho entre Oceania e Ásia deve ser maior por causa das ilhas, incluindo Papua Nova Guiné e Salomão.

O início da quarta etapa estava programado para as 14h de Melbourne (1h no horário de Brasília). Acompanhe a prova pelo site www.volvooceanrace.com ou no Facebook Live.

A liderança na classificação geral está com o barco espanhol MAPFRE.