Primeiro dia de Copa Brasil de Canoagem Velocidade e Paracanoagem

Participaram no primeiro dia de evento, em Curitiba, 220 atletas de 11 estados brasileiros em 40 disputas de finais.

Começaram neste sábado (07) as provas da Copa Brasil de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2018, realizadas na raia do Parque Náutico do Iguaçu, em Curitiba (PR). Apenas hoje já foram disputadas 28 finais na distância de 1000 metros na Canoagem Velocidade e 12 na Paracanoagem. Amanhã acontecem as finais nos 500 metros, além das eliminatórias, semifinais e finais de 200m e 5000m, e também as últimas finais da Paracanoagem.

Participam do evento 220 atletas representando 34 clubes e associações de canoagem do país oriundos dos estados de São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Tocantins, Paraná, Pará, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Santa Catarina.

A competição realizada em Curitiba, além de servir de Controle e Seletiva Nacional para a definição das equipes que representarão o Brasil nas competições internacionais neste ano, também é uma grande oportunidade de vivência e crescimento para os jovens atletas que estão começando a dar suas primeiras remadas.

A jovem Rauany de Oliveira Gomez, 12 anos, vencedora do K1 1000m Feminino Menor, contou como é importante participar da Copa Brasil para adquirir experiência e ser visto por atletas e treinadores. “Tu tens assim mais confiança para chegar no sonho de ser campeã olímpica. É muito bom participar de competições assim”, disse.

Para a atleta olímpica e uma das maiores vencedoras do país, Ana Paula Vergutz, é uma obrigação chegar numa competição como a Copa do Brasil e dar seu melhor possível. “Sabemos que eles (jovens) se espelham em nós. A gente treina forte em casa para vir e fazer um bom trabalho para que estes atletas possam chegar onde chegamos, ou quem sabe até ir mais além. Então, com certeza, é uma responsabilidade que a gente tem”, explicou.

Controle e Seletiva Nacional

Os atletas que participam da Copa Brasil de Canoagem Velocidade e Paracanoagem tem mais motivos para dar o melhor de si do que apenas a conquista de medalhas no evento. A competição também serve de Controle Nacional tanto para a Canoagem Velocidade quanto para a Paracanoagem, que tem como objetivos aferir, avaliar e selecionar atletas para compor as Equipes Nacionais Permanentes.

Para o atleta paralímpico, Luis Carlos Cardoso, competir na Copa Brasil é muito importante por ser uma seletiva nacional voltada para a composição das equipes que representarão o Brasil nesse ano. “Vimos aqui também o aumento do número de atletas no evento e creio que esta competição tem tudo para crescer ainda mais”, avaliou.

Luis Carlos também ressalta o ingresso das provas de canoa (VL) no programa paralímpico, fato que também resultou no crescimento de inscritos já na Copa Brasil. “Com o aumento de mais três provas nos Jogos Paralímpicos a Paracanoagem só tem a crescer ainda mais e já podemos ver isso aqui”, concluiu.