Rio Tibagi recebe atletas de todo o país para competição de Canoagem Descida

Contando com mais de 60 atletas este foi um dos maiores eventos da modalidade já realizados no país.

Neste final de semana a cidade de Tibagi – PR recebeu o Open Internacional Tibagi 2018 e o Campeonato Brasileiro de Canoagem Descida. A competição foi uma das maiores da modalidade realizada no Brasil e contou com atletas de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

As competições foram realizadas no Parque Linear e tiveram a ajuda do Rio Tibagi, que esteve caudaloso e apresentou as condições ideais para a prática da modalidade durante todo o final de semana. Ao todo 63 atletas de 12 categorias participaram de um dos maiores eventos da modalidade já realizado no Brasil e brigaram pelo lugar mais alto do pódio nas provas de Descida Clássica, Descida Sprint, Duck, Descenso Caiaque Extremo e Sprint Kayak Extremo.

A junção do Caiaque Extremo e Canoagem Descida no mesmo evento “proporcionou que atletas conhecessem a largada de rampa içada acima do leito do rio, algo novo para os atletas que costumam participar de eventos oficiais da Federação Internacional de Caiaque – FIC. Da mesma forma, atletas do Caiaque extremo puderam ter contato com o K1 oficial de descida, promovendo um intercâmbio entre as modalidades”. Explica Marcos Zanghelini, atleta de Canoagem Descida e Supervisor da modalidade junto à CBCa.

Resultados

A competição teve início com as duas descidas do Sprint, nas quais o melhor resultado das duas seria contabilizado. A pontuação conquistada na prova Sprint, somada à pontuação da prova de Descida Clássica, que seria realizada em seguida, definiria os vencedores gerais do evento.

Na categoria Sênior Rafael Girotto foi o campeão com 190 pontos, Daniel Cavalcanti Hayashi vem logo atrás com 180 pontos somados e Thiago Diniz finalizou o pódio da categoria com 165 pontos. Na categoria Master o vencedor foi Wilson Volz, com 165 pontos, Adilson Pommerening ficou com a prata (70 pontos) e Marcos Zangheline foi o terceiro colocado da categoria, com os mesmos 70 pontos de Adilson, mas perdendo no desempate. A categoria Turismo teve Marlon Silva como campeão geral, ao atingir 120 pontos, Anderson José Moura (90 pontos) foi o segundo colocado e Julio Cezar Hendrix Soares ficou com a terceira colocação. Nas disputas da categoria Junior Vitor da Silva Ferreira foi o campeão com 95 pontos, seguido por Rafael Fernando Oliari, com 40 pontos e Pedro Henrique Moura Avila que conquistou os mesmos 40 pontos, mas ficou atrás no desempate. Lais Messias da Silva foi a vencedora da categoria Feminina, Barbara Marinho Azevedo ficou em segundo lugar e Gabrieli Trindade conquistou o último lugar do pódio.

Nas provas de Caiaque Extremo o resultado final foi a soma dos resultados das provas de Sprint, Descenso e Boater Cross. Na categoria Open Caio Moreno foi o vencedor com 270 pontos, André Luiz de Paula conquistou a prata com 265 pontos e Marcelo Marcondes Galizio completou o pódio com 255 pontos. Na disputa da categoria Junior, Vitor da Silva Ferreira garantiu o ouro ao vencer as três provas, seguido de Rafael Fernando Oliari, que conquistou 270 pontos, 30 a menos que Vitor. Lucas Teofilo Mendonça conquistou 300 pontos e garantiu o ouro na categoria Iniciante, Guilherme Padilha Garcia ficou com a prata ao terminar as três provas com 270 pontos. Pelo Feminino Gabrieli Trindade dominou e garantiu o ouro com 300 pontos, seguida por Francislei Fagundes, que conquistou 270 pontos. Na categoria Master Marcos Zangheline foi o vencedor com um total de 290 pontos, Fernando Moreschi do Amaral garantiu a prata com 265 pontos, e Adilson Pommerening completou o pódio com 255 pontos.

Na categoria Duck Misto, a dupla Francislei Fagundes e Wilson Volz sagrou-se campeã da etapa. Já na categoria Duck Duplo Masculino, Adilson Pommerening e Marcos Zanghelini foram os campeões.

Para ver os resultados completos clique aqui.

Os organizadores do evento se mostraram satisfeitos com a competição “O Rio Tibagi mostrou ser um excelente rio para a prática da Canoagem Descida e do Caiaque Extremo. As corredeiras exigiram a habilidade e técnica para uma boa descida”. Zanghelini também enfatiza a importância do nível técnico da competição para a seleção brasileira da modalidade. “Os atletas selecionados para representar o Brasil no Mundial de Canoagem Descida em Muota, na Suíça, puderam medir suas forças e treinar em um rio caudaloso e propício para a modalidade. Nesse evento eles tiveram performances que provaram que eles podem representar bem o Brasil na competição que ocorrerá entre os dias 31/05 e 02/06”.

O Open Internacional Tibagi 2018 e o Campeonato Brasileiro de Canoagem Descida foram organizados pelo Comitê de Canoagem Descida da Confederação Brasileira de Canoagem e Aplauda Brasil Prestação de Serviços LTDA, com supervisão da Confederação Brasileira de Canoagem e apoio da Prefeitura Municipal de Tibagi.